ALE/RO
ALE/RO
Por Rosinaldo Pires

A velha política volta a ser a base de um governo perdido e desorientado

Com medo de ser impedido o Presidente da República Jair Bolsonaro aplica técnicas da velha política para manter-se no poder

Publicado em 4 de maio de 2020

A velha política volta a ser a base de um governo perdido e desorientado

O IMPORTANTE É O FIM, E NÃO O COMEÇO

Jair Messias Bolsonaro começou bem, mas dá sinais de que terminará mal.

Após a Operação Lava-jato à PF tornou-se a esperança de muitos brasileiros que torciam para que à justiça pudesse ser feita, a qualquer preço, este era o anseio da população. O Partido dos Trabalhadores (PT), ainda continua sendo o grande culpado por esta ruptura política, porque não encerrou o vício já praticado por corruptos do passado. A história se repete, e desta vez com ameaça à democracia.

 

SERGIO MORO

Com a saída de Sergio Moro do Ministério da Justiça, Bolsonaro demonstrou que o jogo político é maior que a luta contra à corrupção. Todas as propostas ofertadas pelo ex-juiz que abandonou 22 anos de magistratura foram recusadas, e ações para frear outras operações semelhantes à Lava-jato foram impostas, como o juiz de garantias que foi rejeitada por Moro, e aceita por Bolsonaro, a transferência do antigo COAF para o MJ, rejeitada por Bolsonaro por pressões da Câmara e do Senado. Uma vez que todas às operações envolvendo grandes somas de dinheiro seriam monitoradas por Moro e Eduardo não queria assim.

 

INOCÊNCIA

Sergio Moro foi envolvido numa grande trama que objetivava parar à Lava-jato ao aceitar o cargo de Ministro da Justiça, isto qualquer criança com um pouco de conhecimento sobre política perceberia. Informado por seus assessores da popularidade do Juiz algoz de Luiz Inácio Lula da Silva (LULA), não perdeu tempo e o convidou.

 

3 MOTIVOS

Alguns acontecimentos foram decisivos para à eleição de Jair Bolsonaro:

1 – Sede de justiça provocada pela Lava-jato;

2 – Facada;

3 – Falta de opção;

 

TERÁ DIFICULDADES

Em sua reeleição, Bolsonaro não terá o mesmo apoio que dantes, por mais estrutura, e adeptos radicais, que utilizam “bot”, e sistemas de inteligência artificial, será difícil, continuar como Paladino e o discurso de herói contra à corrupção. Uma vez que para manter a governabilidade na estrutura política atual do Brasil, será necessário lotear os ministérios, e o DEM é o mais guloso.

 

MORISMO

O Morismo tem crescido entre os cidadãos que procuram estarem informados a respeito dos bastidores do poder. Ninguém é dono da verdade, absolutismo somente um pode ter, pois, ele é incorruptível, é imaculado, e está acima de tudo, e verdadeiramente de todos. A justiça não tem sexo, cor, raça ou religião, por isso o estado brasileiro é laico.

 

EVANGÉLICOS

Infelizmente, alguns pastores perderam a visão e continuarão apoiando um presidente de comportamento tosco, antidemocrático, e sobre tudo amante do militarismo extremo, aponto de apoiar manifestações que invocam a aplicação do ATO n.º 05.

Do ponto de vista bíblico, fica aquela máxima: Deus está no Controle de Tudo!

 

TROCO

O troco virá silenciosamente nas urnas em 2022, tanto na esfera federal como na esfera estadual. Bolsonaro é um lobo transvestido de ovelha, e assim, como seu ídolo Carlos Alberto Brilhante Ustra terá sua história lembrada como um ser do mal.

Gostou da notícia? Siga o DEIXA EU TE FALAR  no FacebookInstagram e no Twitter.

Entre no nosso Grupo do WhatsApp e receba as últimas notícias do Brasil e Rondônia.


HostMídia