Por Rosinaldo Pires

Algoritimo para vencer, mesmo com as adversidades dos ventos contrários

Cito duas virtudes que entendo ser necessárias para quem deseja caminhar pela difícil trajetória da vida pública.

Publicado em 13 de junho de 2021 0

Algoritimo para vencer, mesmo com as adversidades dos ventos contrários

ALGORÍTIMO

Na matemática é uma sequência finita de regras, raciocínios ou operações que, aplicada a um número finito de dados, permite solucionar classes semelhantes de problemas. Já na informática é um conjunto das regras e procedimentos lógicos perfeitamente definidos que levam à solução de um problema em um número finito de etapas.

Se aplicarmos o algorítimo correto temos ascensão profissional, ou até mesmo pessoal. Quando obedecemos às regras, conseguimos atingir os objetivos.

Cito duas virtudes que entendo ser necessárias para quem deseja caminhar pela difícil trajetória da vida pública.

Carisma – uma habilidade inata de alguns seres humanos de conseguir encantar, persuadir, fascinar ou seduzir outro indivíduo, através da sua forma de ser e agir. Sem ele fica impossível, pois não gera empatia com o seu público, ou seja, é necessário cair na graça do povo.

Afinidade, ou sintonia, atração, simpatia e semelhança. É uma relação que desperta a afinação, as igualdades, os sentimentos de afeto, de carinho e amizade entre os indivíduos. Normalmente, a afinidade é definida quando há um encontro de identidades ou personalidades semelhantes entre duas pessoas, por exemplo.

Na minha percepção estas duas virtudes aliadas a organização através dos modelos básicos da administração, como: planejamento, organização, controle, coordenação e comando (POCCC) é possível chegar ao êxito.

Essa interação entre carisma, afinidade e à aplicação de princípios organizacionais é elemento básico para vitória. Vou citar um exemplo de um candidato com muitos recursos, que fez altos investimentos, através da contratação de pessoas, etc., mas não possuía à experiência necessária para o processo eleitoral. Infelizmente terminou  decepcionado, e com sentimento de frustração. Não é assim que a banda toca. Já houve outros que não possuía nenhuma organização e venceu. Como explicar isso? A resposta é simples! Carisma e afinidade e um pouco de sorte! Risos! Isso acontece raramente, mas acontece.

Quando uma campanha é organizada de fato, gera resultados! Não adianta colocar o nome de organizada, se o candidato não sabe onde estar, e nem para aonde vai. Uma ferramenta que funciona são os relatórios, seja por escrito ou em relatos feitos nas reuniões de feedback.

A estrutura financeira é importante, até porque os custos operacionais para uma campanha é alto. Lógico, toda regra tem exceção. Podemos citar o caso do jovem “Influenciador Digital”  e “Humorista” Bob Flly de Ananindeua – PA, eleito vereador pelo PDT com 4.798 votos em 2017, que segundo ele, não gastou nenhum centavo, e muitos outros pelo Brasil. Mas isto, é exceção a regra. Em geral, é necessário ter toda uma mobilização para iniciar uma carreira política.

 

O QUE NÃO FAZER

Alguém pode me questionar, qual sua experiência para escrever sobre este tema? Em breve estarei publicando meu livro em PDF nas redes sociais com base em experiências reais que poderá fazer de você um político de sucesso e abundante. Mas enfim, vou utilizar uma expressão chula (Cacofonia) para exemplificar: você não deve contar com o ovo no fiofó da galinha, ou seja, nunca entre num pleito eleitoral, confiando em padrinhos ou ajuda que nunca existirá, essa é uma regra fundamental. Você deve ter independência na gestão de sua campanha eleitoral, seja ela no campo financeiro, ou administrativo. Se não quem vai mandar é a sogra (grifo nosso).

 

Rosinaldo Pires – Jornalista e Contabilista

Gostou da notícia? Siga o DEIXA EU TE FALAR  no FacebookInstagram e no Twitter.

Entre no nosso Grupo do WhatsApp e receba as últimas notícias do Brasil e Rondônia.


HostMídia