Aprovação de contas de prefeito gera controvérsia, internet não perdoa
Colorado do Oeste

Aprovação de contas de prefeito gera controvérsia, internet não perdoa

Por 9 votos favoráveis e 2 contrários, a Câmara de Colorado do Oeste aprovou, na noite da última quarta-feira, 8,…

Publicado em 10 de setembro de 2021

Por 9 votos favoráveis e 2 contrários, a Câmara de Colorado do Oeste aprovou, na noite da última quarta-feira, 8, as contas do prefeito José Ribamar Oliveira (PSB), referentes ao exercício 2017.

O caso gera controvérsia entre a população já que a aprovação dos parlamentares, através do “voto político”, aconteceu mesmo contrariando dois relatórios que requeriam a rejeição das contas: um do Tribunal de Contas do Estado de Rondônia (TCE), que detectou irregularidades na gestão, e outro do presidente da Comissão de Finanças da Câmara de Colorado.

Na votação, até mesmo o presidente da Casa, Baiano Leiteiro (sendo do mesmo partido político do prefeito, o PSB) que só se manifesta em caso de desempate (voto de minerva), decidiu se posicionar favorável às contas do mandatário municipal.

Após a votação, a reação da população não se fez esperar e vários questionamentos inundaram as redes sociais. Um deles é a falta de motivação técnica dos parlamentares para decidir pela aprovação das contas. Os discursos favoráveis apenas analisaram o “voto sentimental”, por ligação a questões partidárias.

Através da internet, revoltados compartilharam “memes” para protesto à decisão da maioria dos parlamentares. Um deles denomina os vereadores como “Traidores do Povo de Colorado do Oeste”. Noutro, o prefeito aparece pisando no prédio da Casa de Leis com a frase “A Casa é do povo, mas quem manda sou eu”.

A VOTAÇÃO

Dos cinco vereadores que usaram a tribuna da Casa, Adalkiliano Avezão Junior (PODE) e Thiago José Vieira (PTB), votaram pela rejeição das contas, conforme o relatório do TCE.

Os outros três, Wender “Pitica”, Maria Marlúcia de Almeida e Assis “Bula” Spanhol, todos do PSB, mesmo partido político do prefeito, votaram a favor da aprovação, contrariando a Corte de Contas. Por outro lado, Marlúcia e “Bula” também já foram fizeram parte da primeira gestão de Ribamar, nos cargos de secretária e adjunto, respectivamente.

Extra de Rondônia

 

Gostou da notícia? Siga o DEIXA EU TE FALAR  no FacebookInstagram e no Twitter.

Entre no nosso Grupo do WhatsApp e receba as últimas notícias do Brasil e Rondônia.


HostMídia