Futebol Feminino

Atleta de Porto Velho fala sobre sua trajetória, e das dificuldades enfrentadas para prática do futebol feminino

Infelizmente o que acontece é justamente o contrário, na verdade, somos poucas, esperamos mais das políticas públicas

 

A jogadora Adaline Nunes, 24, natural de Porto Velho, diz estar satisfeita com o momento que atravessa no futebol feminino, apesar da pandemia. A jovem atleta, recebeu convite de 02 equipes da Região Norte, já que foi vista jogando no Campeonato Brasileiro. O clube em questão foi o Porto Velho Futebol Clube, que foi eliminado pelo Palmeiras de São Paulo.

 

Adaline recebeu o convite com seu procurador, e seu patrocinador, que estão definindo o clube que deve jogar, e qual seria a melhor opção pós-pandemia. Por enquanto Adaline faz um trabalho a parte, e também em um campo isolado com os movimentos de tática e técnicas de futebol feminino.

 Agora procura recursos e também apoio para às suas companheiras, pois o futebol feminino tem sido esquecido, com pouca valorização no estado, assim como no Brasil inteiro. Apenas uma minúscula parcela de atletas conseguem patrocinadores, que tem sido de grande importância para que ela tenha condições de treinar e praticar o futebol. Isto é, de suma importância, tendo em vista todas às pessoas que praticam o futebol feminino merecer serem reconhecidas por sua dedicação. 

“㇐Infelizmente o que acontece é justamente o contrário, na verdade, somos poucas, esperamos mais das políticas públicas, que nos ajude a desenvolver à prática esportiva, principalmente no âmbito do futebol feminino, já que representamos várias vezes o estado de Rondônia”, disse Adaline. 

A jovem atleta participou 02 vezes de dois campeonatos estaduais sagrando-se campeã, e também 02 vezes como vice-campeão. Também fez parte da equipe feminina de futsal do estado de Rondônia, onde foi campeã por 02 vezes.


* A Revista Eletrônica DEIXAEUTEFALAR reserva-se o direito de manter integralmente a opinião dos articulistas sem intervenções. No entanto, o conteúdo apresentado na seção "COLUNISTAS" é de inteira responsabilidade de seus autores.

Deixe um comentário