ALE/RO
ALE/RO
Efeito Colateral

Autoridades europeias dizem para incluir ‘coagulação sanguínea incomum’ como efeito colateral da vacina AstraZeneca

A Agência Europeia de Medicamentos (EMA), órgão regulador da União Europeia, declarou na última quarta-feira (7) que deve ser incluído…

Publicado em 13 de abril de 2021

Autoridades europeias dizem para incluir ‘coagulação sanguínea incomum’ como efeito colateral da vacina AstraZeneca

A Agência Europeia de Medicamentos (EMA), órgão regulador da União Europeia, declarou na última quarta-feira (7) que deve ser incluído “coagulação sanguínea incomum” como efeito colateral da vacina AstraZeneca.

Emer Cooke, diretor-executivo da EMA, ratificou a informação, dizendo que, após um exame aprofundado da vacina, eles chegaram à conclusão “que os casos relatados de coagulação sanguínea incomum, após a vacinação com a vacina AstraZeneca, devem ser listados como possíveis efeitos colaterais da vacina”. A recomendação da entidade, porém, é que as vacinações continuem.

O órgão também aponta que, “até agora, a maioria dos casos notificados ocorreu em mulheres com menos de 60 anos, nas duas [primeiras] semanas de vacinação. Com base nas evidências atualmente disponíveis, os fatores de risco específicos não foram confirmados.”

A EMA e a Agência Reguladora de Medicamentos e Produtos de Saúde (MHRA) do Reino Unido, entretanto, alegaram que, apesar dos potenciais efeitos colaterais, os benefícios seriam maiores que os riscos.

No mês passado, mais de uma dúzia de países europeus – incluindo França, Alemanha, Itália e Espanha – suspenderam o uso da vacina AstraZeneca após relatos de coágulos sanguíneos, bem como várias mortes em pessoas que haviam recebido a injeção.

A maioria dos países voltou a usar a vacina, mas alguns suspenderam as inoculações em indivíduos mais velhos.

Gostou da notícia? Siga o DEIXA EU TE FALAR  no FacebookInstagram e no Twitter.

Entre no nosso Grupo do WhatsApp e receba as últimas notícias do Brasil e Rondônia.


HostMídia