Todo movimento tem infiltrado

Bolsonaro nega que atos pediam AI-5 e intervenção

Em entrevista a jornalistas nesta segunda-feira (20), o presidente afirmou que “o pessoal pede AI-5 desde 68” e esse não era o tema principal dos protestos

 

O presidente Jair Bolsonaro negou que os atos deste domingo, com pedidos de AI-5 e intervenção militar, tenham acontecido com qualquer propósito que não fosse “o povo nas ruas, Dia do Exército e volta ao trabalho”.

Em entrevista a jornalistas nesta segunda-feira (20), o presidente afirmou que “o pessoal pede AI-5 desde 68” e esse não era o tema principal dos protestos. “Todo e qualquer movimento é infiltrado, gente que tem liberdade de expressão. Não falei nada contra qualquer outro poder, muito pelo contrário”, disse.

“Estavam lá saudando o Exército Brasileiro, fora isso é invencionice, tentativa de incendiar uma nação que ainda está dentro da normalidade”, acrescentou Bolsonaro.

Antes, um apoiador gritou: “fecha o Supremo”. O presidente reagiu: “Não tem isso, aqui não tem fechar o Supremo, aqui é democracia, é respeito à constituição brasileira. Supremo aberto, transparente, Congresso aberto, transparente, nós, o povo, estamos no governo”.

“O pessoal geralmente conspira pra chegar ao poder, eu já estou no poder, eu já estou na Presidência da República. então eu tô conspirando contra quem? O que eu tomei de providencia contra a imprensa, contra a liberdade de expressão?”, questionou.

Um repórter tentou fazer uma pergunta ao presidente, que se negou a ouvir: “Você é da Folha? Não quero você da Folha”. Ao ouvir do jornalista que a empresa para a qual trabalha é o jornal O Globo, Bolsonaro reagiu: “A Globo não deveria nem estar aqui”.

Breno Cunha – Bahia Notícias


* A Revista Eletrônica DEIXAEUTEFALAR reserva-se o direito de manter integralmente a opinião dos articulistas sem intervenções. No entanto, o conteúdo apresentado na seção "COLUNISTAS" é de inteira responsabilidade de seus autores.

Deixe um comentário