Assassinato

Fotógrafo morto após reclamar de som alto será enterrado nesta segunda-feira

Thiago Freitas de Souza teria sido assassinado após pedir para traficantes fazerem menos barulho para sua filha dormir

Publicado em 16 de maio de 2021 0

Fotógrafo morto após reclamar de som alto será enterrado nesta segunda-feira

O corpo do fotógrafo Thiago Freitas de Souza, que teria sido morto por traficantes da Favela Santo Cristo, em Niterói, na manhã deste sábado, será enterrado nesta segunda-feira, às 14h, no cemitério Arquiconfraria Nossa Senhora da Conceição, no Barreto. A esposa de Thiago contou a policiais que o marido foi morto após pedir para traficantes de drogas fazerem menos barulho, pois sua filha não conseguia dormir. A Delegacia de Homicídios de Niterói, São Gonçalo e Itaboraí (DHNSG) investiga o crime.

Thiago tinha 32 anos. Ele deixa a esposa e uma filha, que completou cinco anos no último dia 10. Além da profissão de fotógrafo, Thiago era torcedor do Flamengo e praticava judô. Nas redes sociais, muitos amigos e familiares deixaram mensagens no perfil do fotógrafo lamentando sua morte. “Inacreditável, gente. Como uma vida é cessada desse forma? Ele era um trabalhador, pai de família…”, questionou uma mulher em um dos comentários. “Não é justo você ir e deixar suas meninas”, disse outra amiga da vítima.

A morte de Thiago aconteceu antes das 6h35 da manhã de sábado. Após um primeiro pedido, Thiago teria retornado ao local para pedir mais visto que o grupo fizesse menos barulho. Agora, a esposa do fotógrafo ouviu um disparo e encontrou o corpo do marido caído no quintal. Ele chegou a ser levado para o hospital Azevedo Lima, onde foi operado, mas não resistiu aos ferimentos.

Gostou da notícia? Siga o DEIXA EU TE FALAR  no FacebookInstagram e no Twitter.

Entre no nosso Grupo do WhatsApp e receba as últimas notícias do Brasil e Rondônia.


HostMídia