DESCASO: Pacientes infantis estão abandonados em cadeiras no Hospital Cosme e Damião em Porto Velho
Abandono

DESCASO: Pacientes infantis estão abandonados em cadeiras no Hospital Cosme e Damião em Porto Velho

É revoltante ver nossos filhos sofrendo pela  falta de atendimento médico, pagamos nossos impostos, precisamos de atendimento de qualidade, no mínimo com dignidade.

Publicado em 12 de outubro de 2021

Está internada desde ontem, no Hospital Infantil Cosme e Damião Porto Velho, um bebê de oito meses, com problemas de saúde, que até agora não recebeu o tratamento devido, e sofre numa cadeira, pela falta de leito.

O Hospital Infantil Cosme e Damião foi acusado por um pai de negligência pela falta de atendimento a sua filha de oito meses, que está internada há dois dias. Segundo informações do pai da criança, o sentimento é de revolta, visto que o atendimento a sua bebê demorou 24 horas para receber a medicação. As enfermeiras que agem de maneira bruta, com respostas ignorantes, a ponto de ofenderem as mães dos pacientes.

Outra informação repassada pelo pai, diz que em dado momento, uma paciente internada com seu filho, que está usando uma cadeira como maca, sofreu um acidente, quando a cadeira que estava com seu filho quebrou, caindo violentamente ao chão.

— É revoltante ver nossos filhos sofrendo pela  falta de um bom atendimento médico, pagamos nossos impostos, precisamos de atendimento de qualidade, no mínimo com dignidade. Como é possível ficarmos 3 dias nestas cadeiras, dói as costas, dói tudo, pelo amor de Deus, alguém nos ajude, disse uma mãe.

Segundo relatos, fornecido por um dos pais, existem pacientes no hospital há mais de uma semana, que recebe apenas remédio para dor. E o que mais revolta os pais, é a demora no atendimento, e a ignorância das enfermeiras em oferecer informações.

Entramos em contato nos fones (69) 3216 – 8584, 3216 – 5764, 3216 – 8586, e falamos com um atendente que nos comunicou que não havia nenhum responsável para informar sobre o caos, e abandono que os pacientes do Hospital estão sofrendo por parte dos médicos plantonistas que fazem pouco caso.

Outra denúncia, trata-se da falta de senso de agentes de saúde que estão realizando exames para detectar nas crianças o vírus da covid-19. O fato é, que estão realizando apenas exames nas crianças, deixando os acompanhantes sem realizarem os testes. Visto que as crianças são mais imunes ao vírus, e sem lógica realizar exames nos bebês e não nos adultos.

Gostou da notícia? Siga o DEIXA EU TE FALAR  no FacebookInstagram e no Twitter.

Entre no nosso Grupo do WhatsApp e receba as últimas notícias do Brasil e Rondônia.


HostMídia