Por Rosinaldo Pires

Em se tratando de política, o politicamente correto fica pra trás

Júnior apesar de sua experiência no mundo empresarial caiu no canto da sereia ao seguir conselhos que me parece não foram de bom-tom.

Publicado em 14 de maio de 2021 0

As recentes operações envolvendo o Chefe da Casa Civil não caiu bem aos ouvidos do Governador de Rondônia Coronel Marcos Rocha (sem partido), que se pronunciou durante evento na cidade de Vilhena. “Eu soube hoje sobre essa questão. Aí eu fiz contato com a Procuradoria Geral do Estado [assim que soube], para quer os advogados do estado levantassem todas as questões do que se está se buscando, para que a gente possa ter subsídio até para poder falar. Eu sai do hotel e vim pra cá”, contou.

Embora o dia 14/05 tenha sido amplamente divulgado nas rodas de conversas da rádio pião. É difícil de se imaginar, operações como estas sem o alarido de alguns colegas da imprensa. O que para maioria das pessoas ao ver a expressão “tic tac”, já é sinônimo de operação policial.

Júnior apesar de sua experiência no mundo empresarial caiu no canto da sereia ao seguir conselhos que me parece não foram de bom-tom. É fato que o MP ainda está em fase de investigação, e o contraditório deve ser considerado, não cabendo a ninguém prejulgamento, mas explicações devem ser dada à sociedade rondoniense.

Politicamente o fato é explosivo e muito grave, visto que estamos à beira do pleito eleitoral de 2022. Para quem fica próximo às sequelas são extremamente corrosivas, tendo em vista o protagonista ser o braço direito do atual Governador de Rondônia. Rocha entra num inferno astral, pois as investigações tendem a se ampliarem, uma vez que a quebra do sigilo telemático envolve outras figuras, desnudando uma cortina de ações contra o erário.

Infelizmente, esta operação macula a Gestão Marcos Rocha, o que é favorável para o atual Senador Marcos Rogério (DEM), que é candidato fortíssimo ao Governo de Rondônia, e vem se destacando nacionalmente como defensor de Jair Bolsonaro na CPI da Covid em Brasília.

A operação foi marcada pela quebra do sigilo bancário de Júnior Gonçalves, que segundo o GAECO aponta para recebimentos de vantagens indevidas; Recebimentos estes que seriam por intermédio de contrato simulado de serviços e honorários advocatícios firmado com auxílio e voluntariedade do advogado de Júnior; Os prejuízos aos cofres públicos é milionário, segundo o MP.

Júnior Gonçalves emitiu uma nota à imprensa:

“Eu fui notificado oficialmente na manhã desta sexta-feira (14) acerca das investigações relacionadas à operação “Propagare”, que é desenvolvida pelo Ministério Público (MP) do Estado de Rondônia. De modo que se possa garantir a lisura e transparência das investigações para que, enfim, tudo isso seja definitivamente esclarecido, me coloco à disposição para eventuais esclarecimentos. Ainda estou tomando ciência dos pormenores das investigações, mas de antemão esclareço a todos que confio na justiça e tenho total convicção de que a verdade prevalecerá”.

O Governador Marcos Rocha também emitiu uma nota e o anúncio do afastamento limitado de Júnior Gonçalves:

“O Governo do Estado de Rondônia vem a público esclarecer à população que o Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO) desencadeou na manhã desta sexta-feira (14) a segunda fase do que denominou operação “Propagare”.

O Governador Marcos Rocha foi notificado sobre o andamento da operação na manhã desta sexta e o secretário-chefe da Casa Civil precisou deixar suas funções administrativas por tempo limitado.

O Governo do Estado de Rondônia reitera que respeita o trabalho do judiciário e que espera a conclusão do andamento processual para que os fatos concretos venham à tona”.

A coisa tende a piorar com as investigações da CPI em todo o Brasil a respeito do uso do dinheiro público federal no combate à Covid-19, especificamente aos Governadores e Prefeitos.

O novo Chefe tem a missão de trazer transparência a gestão de Marcos Rocha, e o compromisso com o povo rondoniense.

 

Rosinaldo Pires – Jornalista DRT/RO 0001905

Gostou da notícia? Siga o DEIXA EU TE FALAR  no FacebookInstagram e no Twitter.

Entre no nosso Grupo do WhatsApp e receba as últimas notícias do Brasil e Rondônia.


HostMídia