Tragédia

Irmã morre no momento do sepultamento de irmã mais velha em Vilhena, ambas vítimas da Covid-19

Ontem à noite, o site noticiou o falecimento de Kika, que chegou a ser retirada da intubação, mas o procedimento foi repetido quando o quadro dela se agravou

 

Foto Divulgação Internet

No momento em que o corpo da comerciária Veronice Lúcia Balestrin, a “Kika”, de 49 anos, estava sendo sepultado em Vilhena, familiares receberam a notícia de que a irmã dela, Ivonete Balestrin, dois anos mais velhos, havia falecido em decorrência da mesma doença: Covid-19.

Ontem à noite, o site noticiou o falecimento de Kika, que chegou a ser retirada da intubação, mas o procedimento foi repetido quando o quadro dela se agravou.

Hoje pela manhã, Ivonete, que há poucos meses era autônoma e vendia os produtos de confeitaria que fabricava, foi a óbito no mesmo hospital onde estava internada, com a irmã.

Moradora do bairro Bela Vista, mãe de três filhos, todos de  maior idade, Ivonete será sepultada hoje. Os familiares decidiram permanecer no cemitério, enquanto o corpo é preparado para ser sepultado em cerimônia restrita.

Folha do Sul


* A Revista Eletrônica DEIXAEUTEFALAR reserva-se o direito de manter integralmente a opinião dos articulistas sem intervenções. No entanto, o conteúdo apresentado na seção "COLUNISTAS" é de inteira responsabilidade de seus autores.

Deixe um comentário