ALE/RO
ALE/RO
Proteção

Moradores do bairro Mariana são vacinados contra o vírus H1N1 na Unidade de Saúde da Família

Vacinadores também atenderam gestantes com imunizante contra a Covid-19.

Publicado em 9 de agosto de 2021

Moradores do bairro Mariana são vacinados contra o vírus H1N1 na Unidade de Saúde da Família

Carolina Magalhães levou os filhos para receber a vacina

Carolina Magalhães levou os filhos para receber a vacina

 

A vacinação contra a gripe Influenza “A” (H1N1), e para gestantes contra a Covid-19, que a Prefeitura de Porto Velho realizou no sábado (7), na Unidade de Saúde da Família Mariana (USF Mariana), foi justificada pelo comparecimento de muitos moradores. Pessoas residentes nas regiões próximas do bairro Mariana também compareceram para serem imunizadas.

 

A estrutura montada pela Secretaria Municipal de Saúde (Semusa) atendeu de forma eficaz. Segundo a diretoria da USF Mariana, 200 doses foram destinadas para atender os moradores de todos os grupos com idade a partir de seis meses. “A vacinação contra o H1N1 e contra Covid-19 para gestantes começou hoje e vai se estender por todos os sábados do mês de agosto”, anunciou o vice-diretor da USF Mariana, Solieuzo Oliveira.

 

Mãe de três filhos, Carolina Magalhães, de 28 anos, levou seus pequeninos para receber a proteção contra a gripe. “Durante a semana quase não tenho tempo, então aproveitei a oportunidade”, disse a moradora do bairro Mariana.

 

Grávida, Romaria dos Santos Rocha recebeu a vacina contra o coronavírus

Grávida, Romaria dos Santos Rocha recebeu a vacina contra o coronavírus

 

Gestantes de todas as idades compareceram na unidade para serem imunizadas contra a Covid-19. É o caso de Romaria dos Santos Rocha, de 32 anos, que foi à unidade, e apesar do medo de tomar a vacina por conta da gravidez, decidiu encarar a agulha. “Decidi agora de última hora. Tomei coragem e encarei. O sentimento que trago é dever cumprido”, afirmou.

 

“Estou achando muito boa a campanha. Precisamos nos prevenir, né?!”, destacou Esther Batalha, de 32 anos, moradora do bairro Mariana e mãe de Carlos Eduardo de dois anos de idade, que também foi imunizado contra a gripe.
Apesar dos imunizantes serem aplicados no mesmo local, é preciso estar atento ao intervalo de 15 dias entre a vacina da H1N1 e da Covid-19, ou vice-versa.

 

Fonte: Superintendência Municipal de Comunicação (SMC)

Gostou da notícia? Siga o DEIXA EU TE FALAR  no FacebookInstagram e no Twitter.

Entre no nosso Grupo do WhatsApp e receba as últimas notícias do Brasil e Rondônia.


HostMídia