Homicídio

Polícia Civil de Cacoal esclarece homicídio e prende assassino em Ministro Andreazza

Segundo a Polícia, Adriano Albuquerque desapareceu no último dia 5, mas a informação de seu desaparecimento só foi noticiada a Polícia quatro dias depois e as investigações iniciaram.

 

Em operação conjunta da 1ª Delegacia de Polícia da Cacoal com a Delegacia de Homicídios, na tarde de quinta-feira (14), investigadores encontraram os restos mortais do professor Adriano Albuquerque da Silveira, que estava desaparecido desde o dia 5 deste mês. O corpo da vítima foi localizado na Zona Rural do município de Ministro Andreazza, carbonizado. Eduardo Ebermann confessou o crime.

Durante os trabalhos investigativos os policiais conseguiram levantar informações de possível envolvimento amoroso de Adriano com Eduardo Ebermann. Com essa informação, e com as imagens do suspeito na motocicleta na vítima, os policiais conseguiram identificar e ligá-lo ao crime.

Diante desse forte indício, Eduardo foi encontrado no sítio na Linha 03, na mesma cidade onde a vítima foi morta. Questionado, o homem confessou o crime e indicou o local onde matou Adriano e queimou o corpo. Além dos restos mortais da vítima, foram localizados a motocicleta e alguns objetos pessoais do professor.

Segundo o Eduardo, a motivação do crime, foi porque Adriano ameaçou de contar o envolvimento amoroso que os dois possuíam há dois anos, para a esposa dele.

O assassino, então, arquitetou a logística do crime e convidou Adriano para uma pescaria. No local, houve uma discussão que terminou no assassinato da vítima e posteriormente teve o corpo carbonizado.

RondoniaAgora.com


* A Revista Eletrônica DEIXAEUTEFALAR reserva-se o direito de manter integralmente a opinião dos articulistas sem intervenções. No entanto, o conteúdo apresentado na seção "COLUNISTAS" é de inteira responsabilidade de seus autores.

Deixe um comentário