Educação

Projeto Superação Pré-Enem já conquistou mais de três mil aprovações

Estudantes continuam se dedicando nos quatro polos do cursinho preparatório ofertado pela Prefeitura

Publicado em 18 de setembro de 2023

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), que este ano acontece nos dias 5 e 12 de novembro, é um momento decisivo na vida de quem sonha cursar o ensino superior, seja nas universidades públicas ou para obter o acesso aos programas de bolsas em instituições particulares. Pensando neste público, a Prefeitura de Porto Velho desenvolve, desde 2008, o projeto social ‘Superação Pré-Enem’, um cursinho preparatório gratuito promovido pela Secretaria Municipal de Educação (Semed).

As aulas acontecem de segunda a sexta-feira em quatro polos, sendo eles a Biblioteca Municipal Francisco Meirelles, no Centro da cidade; a Biblioteca Municipal Viveiro das Letras, na zona Sul; e as escolas municipais Vôo da Juriti, no JK II e Pedro Batalha, no Aponiã. Cada turma tem em média cerca de 100 alunos, com exceção da turma da Francisco Meirelles, que conta com 50 estudantes devido a estrutura comportar um número menor de pessoas. Para atender ao maior quantitativo possível, o projeto tem duas edições anuais, a primeira aconteceu de março a julho e a segunda, ainda em andamento, de julho até o dia 10 de novembro, véspera da última prova.

“Nas semanas que antecedem as provas fazemos um intensivão com aulas especiais voltadas a prova de humanas, linguagem, redação, matemática e ciências da natureza. Nós entendemos que esse público não é de responsabilidade do município, mas trata-se de uma questão social capacitar estas pessoas para o ensino superior e isso resulta em vários aspectos positivos para a nossa cidade”, explicou a coordenadora Rose Vital.
Raíssa Kamilla Araújo de Santana, de 18 anos, ainda está concluindo o ensino médio. Estudante da rede pública, a jovem que sonha em cursar Direito, conta que a rotina não é fácil, mas como todo o suporte que ela tem nas aulas do projeto os resultados já estão surgindo. Moradora do bairro Teixeirão, ela cursa o ensino regular no período da tarde na Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio Barão dos Solimões, no Centro, e de lá segue para a Francisco Meirelles para acompanhar as aulas do preparatório.

“Eu soube do cursinho na escola e como meus pais já pagam faculdade para minhas irmãs, eu pretendo cursar uma faculdade federal e já comecei ajudando a minha família buscando um cursinho gratuito. Eu acho as aulas excelentes, eu não sabia fazer redação, concluir uma dissertação e hoje aprendi todas as cinco competências. As nossas aulas são maravilhosas, não perdem em nada para um cursinho pago”, concluiu.

Desde a criação do projeto já foram mais de 3 mil aprovações, incluindo cursos de grande concorrência, como medicina e direito. Kleiton Carvalho, de 45 anos, sonha em ser o próximo aprovado. Ele conta que passou 20 anos sem estudar, retornou em 2018 para concluir o ensino regular através do EJA e agora quer tentar o ensino superior. “Nunca é tarde para a busca pelo conhecimento. Receio a gente sempre tem, mas quando você chega em sala e você percebe o quanto os professores são capacitados, isso acaba expandindo a nossa mentalidade. Quando comecei o cursinho pensava em medicina e agora com o entendimento das aulas e esclarecimento dos professores, ampliei meu leque de opções para direito e engenharia”, declarou o empresário.

Texto: Renata Beccária
Foto: Felipe Ribeiro

Gostou da notícia? Siga o DEIXA EU TE FALAR  no FacebookInstagram e no Twitter.

Entre no nosso Grupo do WhatsApp e receba as últimas notícias do Brasil e Rondônia.


HostMídia