COVID-19

Promotor Everson Pini estaria em estado grave; amigos disseram que teve que ir de UTI aérea para Londrina

A informação foi recebida ontem à noite pela redação do Mais RO, que não conseguiu falar com familiares do promotor, considerado um profissional de conduta ímpar, de caráter e ética impecáveis.

 

O promotor Everson Antônio Pini, do Ministério Público de Rondônia, estaria em estado grave, após contrair Covid-19, tendo sido transportado em UTI aérea, ontem, para um hospital de referência em Londrina (PR), cidade onde nasceu.

Everson Pini é titular da 21ª Promotoria de Justiça da Infância em Porto Velho e presidente da Associação dos Membros do Ministério Público de Rondônia (Ampro) . Chegou em Rondônia no início da década de 80.

Trabalhou na Teleron, Embratel e exerceu o cargo de Secretário Geral do Tribunal de Contas de Rondônia durante 8 anos. Formado em Administração de Empresas pela Universidade Federal de Rondônia (Unir) e Direito na Faro, Éverson Antônio Pini foi aprovado no 10º concurso para o ingresso na carreira do Ministério Público.

Ele permaneceu durante dois anos como Promotor Substituto no município de Cacoal e foi titular da Promotoria de Cerejeiras. Também atuou na Promotoria de Guajará-Mirim.


* A Revista Eletrônica DEIXAEUTEFALAR reserva-se o direito de manter integralmente a opinião dos articulistas sem intervenções. No entanto, o conteúdo apresentado na seção "COLUNISTAS" é de inteira responsabilidade de seus autores.

Deixe um comentário