Hospitais Lotados

Quatro cidades de Rondônia não têm vagas de leitos de UTIs; 37 pessoas estão na fila de espera

Não há vagas em UTIs de Porto Velho, Ji-Paraná, Cacoal e Vilhena. Ocupação máxima preocupa também na rede de leitos clínicos em Ji-Paraná.

 

São 37 pacientes na fila de espera por um leito de UTI. Na última terça, eram 27 pessoas. Para tentar diminuir a fila, segundo o Governo de Rondônia, 10 leitos foram disponibilizados em Cuiabá (MT), e no estado de Mato Grosso do Sul mais 20, sendo 10 na cidade de Campo Grande e 10 em Três Lagoas.

UTI em Porto Velho durante pandemia da Covid-19, em 2021 — Foto: Rede Amazônica/Reprodução

UTI em Porto Velho durante pandemia da Covid-19, em 2021 — Foto: Rede Amazônica/Reprodução

Essa ocupação máxima preocupa também na rede de leitos clínicos em Ji-Paraná, que é a segunda maior cidade do estado. De acordo com a Secretaria de Saúde, 40 dos 52 leitos do hospital municipal estão ocupados.

Na semana passada os leitos clínicos foram ampliados no hospital de Ji-Paraná por causa da alta demanda de atendimentos de casos de Covid-19. Mesmo após isso, a lotação dos leitos atingiu 100% de ocupação.

Já parte dos pacientes que aguardavam por leitos de UTIs foram transferidos das unidades hospitalares municipais para às do estado.

Na segunda-feira (25), pelo menos 11 pessoas na cidade esperavam por uma UTI. Nesta quarta-feira, são sete.

Fonte: G1 RO


* A Revista Eletrônica DEIXAEUTEFALAR reserva-se o direito de manter integralmente a opinião dos articulistas sem intervenções. No entanto, o conteúdo apresentado na seção "COLUNISTAS" é de inteira responsabilidade de seus autores.

Deixe um comentário